letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
07
Out 11
publicado por RAA, às 00:03link do post | comentar

 

Os que me vêem triste sem motivo,

Estranham, param, olham-me irritados...

Triste porquê? Porque é que estão magoados,

Estes meus olhos, como os dum cativo?

 

Em vão tento explicar que sofro e vivo

Noutro país, em sonhos afastados,

Mas sem nunca entender, eles, coitados,

Retiram-se a sorrir com modo altivo.

 

Deixem-nos lá! Que importa! -- Eu sou diferente...

Para eles, sem fogo não há fumo,

E até julgam talvez, que eu sou fútil...

 

E não suspeita aquela pobre gente,

Que nada existe de tão triste como

A dor sem causa e o sofrimento inútil...

 

 

Sonetos


mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
14
15

16
19
21

23
25

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO