letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
22
Out 12
publicado por RAA, às 13:22link do post | comentar
tags:

21
Out 12
publicado por RAA, às 13:53link do post | comentar

20
Out 12
publicado por RAA, às 13:52link do post | comentar

publicado por RAA, às 03:03link do post | comentar
Reli-o há pouco, e soube-me tão bem.
«O mar é instável. Como ele é a vida dos homen dos saveiros. Qual deles já teve um fim de vida igual ao dos homens da terra que acarinham netos e reúnem as famílias nos almoços e jantares? Nenhum deles anda com esse passo firme dos homens de terra. Cada qual tem alguma coisa no fundo do mar: um filho, um irmão, um braço, um saveiro que virou, uma vela que o vento da tempestade despedaçou. Mas também qual deles não sabe cantar essas canções de amor nas noites do cais? Qual deles não sabe amar com violência e doçura? Porque toda a vez que cantam e que amam, bem pode ser a última. Quando se despedem das mulheres não dão rápidos beijos, como os homens da terra que vão para os seus negócios. Dão adeuses longos, mão que acenam, como que ainda chamando.»

Jorge Amado, Mar Morto (1936)
capa: José Ruy

19
Out 12
publicado por RAA, às 13:52link do post | comentar

18
Out 12
publicado por RAA, às 13:51link do post | comentar

17
Out 12
publicado por RAA, às 23:53link do post | comentar

George Grosz, Daum' Marries Her Pedantic Automaton «George» in May 1920, John Heartfield Is Very Glad of It (Meta-mech. Construction After Prof. R. Hausmann) (1920)

Berlinische Galerie, Berlim


publicado por RAA, às 13:51link do post | comentar

publicado por RAA, às 13:36link do post | comentar

«A venda da arca foi mais um crime de lesa-património nacional, pela incúria analfabeta do costume. De Pessoa tudo é importante: dos manuscritos aos sapatos. Seria imaginável, nos dias de hoje, atitude semelhante em relação a um objecto (e não é um objecto qualquer -- é a "mítica" arca! -- que tivesse pertencido a Mozart, a Picasso, a Tólstoi?... » Escrevi na petição, encontrada no blogue Um Fernando Pessoa. Assinem.

Por altura do crime, escrevi isto.


16
Out 12
publicado por RAA, às 18:41link do post | comentar

mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

14
15


29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO