letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
21
Abr 11
publicado por RAA, às 13:50link do post | comentar
o meu poema nada sabe de si / nem sabe pedir
António Jacinto

mas a escrita à revelia dos versos dele é tão mais valiosa... ao jeito da Caridade no sentido de Comunhão que não se fez implorar.

Abraço e Boa Páscoa para Todos os Teus
Paulo Cunha Porto a 23 de Abril de 2011 às 19:06

poesia pura, meu caro

um abraço
RAA a 26 de Abril de 2011 às 00:03

mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24
25
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO