letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
14
Fev 07
publicado por RAA, às 22:32link do post | comentar
Eis-me aqui escrevendo pela noite fora, devastado de Inverno. Eis-me procurando a verdade primitiva de mim, verdade não contaminada ainda da indiferença. Mas onde esse sobressalto de um homem jogado à vida no acaso infinitesimal do Universo? Se meu pai não tivesse conhecido minha mãe; se os pais de ambos se não tivessem conhecido; se há cem anos, há mil anos, há milhares e milhares de anos um certo homem não tivesse conhecido certa mulher; se... Nesta cadeia de biliões e biliões de acasos, eis que um homem surge à face da Terra, elo perdido entre a infinidade de elos, de encruzilhadas -- e esse homem sou eu...
Aparição

É admirável a escrita de Virgílio Ferreira, definitivamente um dos melhores escritores de sempre do mundo!

Até sempre
aldina a 15 de Fevereiro de 2007 às 19:31

O «Para Sempre» é um dos meus livros preferidos. Foi importante o nova direcção que ele deu ao romance, a partir justamente de «Aparição». Falta agora a prova do tempo...
Até breve!
RAA a 15 de Fevereiro de 2007 às 23:07

mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar neste blog
 
blogs SAPO