letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
07
Fev 07
publicado por RAA, às 20:06link do post | comentar

publicado por RAA, às 19:05link do post | comentar

publicado por RAA, às 00:36link do post | comentar | ver comentários (2)
Neste país de faz-de-conta, dezasseis jornalistas sentam-se no banco dos réus por alegada violação do segredo de justiça, mas o feiíssimo Adelino Salvado (que o nome e a cara lhe sejam leves), apanhado indecorosamente em estupro do dito segredo, e no mesmo processo, junto de outro jornalista, foi mandado em paz pelos seus pares.

06
Fev 07
publicado por RAA, às 22:52link do post | comentar
Só a beleza no abismo é suportável aos feios.

publicado por RAA, às 19:54link do post | comentar

05
Fev 07
publicado por RAA, às 19:33link do post | comentar | ver comentários (1)
Amo-te como o tempo para qualquer coisa.
Falo da inclinação do violoncelo, da imaterialidade
do teu sorriso se me sorris, dos teus olhos quando
as tuas mãos se enchem de uma qualquer verdade
anímica e indizível; dos teus olhos se te dás à chuva
no princípio do outono.

Para Morrer

publicado por RAA, às 19:29link do post | comentar


publicado por RAA, às 19:28link do post | comentar

04
Fev 07
publicado por RAA, às 16:22link do post | comentar


publicado por RAA, às 16:06link do post | comentar
Ociosíssimo ando neste lugar e tão preguiçoso que nem os melros que já começam a dar gritos despertam as musas. Não sei que é isto. É mortificar de cãs e de Mulher e filhos. Com mais lampreias passará V. S. por lá a quaresma, porém não com mais favas verdes. Não sei que é isto que até os pregadores andam ronceiros. Ferrugento pudera mais facilmente andar tudo segundo tem chovido. De sua Majestade feito andaluz visitando fronteiras, os Sebastianistas ressurgiram e o Bandarra tornou ao seu treze por dúzia. V. S. mande-me mui boas novas de sua saúde; e se presto para o servir nalguma coisa mande-o que não tem maior cativo. A quem toda a família pedem [sic] a bênção a que Ds. guarde.
Lisboa, 2 de Março de 1624
In Andrée Rocha, A Epistolografia em Portugal

mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO