letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
31
Mar 11
publicado por RAA, às 23:32link do post | comentar | ver comentários (4)
Strindberg, que era louco mas não era parvo, num livrinho explosivo, breviário dirigido aos deserdados*, explicava as estratégias de controlo da classe dirigente sobre o rebanho que lhe sustentava os ócios. Perguntava e respondia:
«Que meios usa a classe dirigente para manter a classe baixa subjugada?
Mentiras, dolos, superstições, exércitos permanentes e prisões.
Mas às mentiras chama-se-lhe "verdades indiscutíveis", aos dolos "para bem do povo", às superstições "a voz de Deus", aos exércitos permanentes "para defesa da pátria", às prisões "instituições para reinserção social".

Escrito há mais de um século, felizmente já nada disto é assim: os mercados estão regulados, só os banqueiros ladrões é que vão para a prisão; os cidadãos são eleitos e governam o seu país; a tropa, depois de ter defendido a pátria na guerra de áfrica, reconverteu-se; e as corporações concorrem para o bem nacional.

* Breve Catequese para a Classe Oprimida, tradução de Alexandre Pastor, Lisboa, Ulmeiro, 2003, p. 14-15.

10
Ago 05
publicado por RAA, às 19:00link do post | comentar
O que se entende por Moral?
É um sentimento de rectidão, imposto pela classe superior, com o único fim de conduzir a classe baixa a um modo de vida sossegado.
Breve Catequese para a Classe Oprimida
(tradução de Alexandre Pastor)

publicado por RAA, às 18:49link do post | comentar
Posted by Picasa

mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO