letras, sons, imagens -- revolução & conservação -- ironia & sarcasmo -- humor mau e bom -- continua preguiçoso
26
Out 11
publicado por RAA, às 00:38link do post | comentar

Ela entrou como um pássaro no museu de memórias

E no mosaico em preto e branco pôs-se a brincar de dança.

Não soube se era um anjo, seus braços magros

Eram muito brancos para serem asas, mas voava.

Tinha cabelos inesquecíveis, assim como um nicho barroco

Onde repousasse uma face de santa de talha inacabada.

Seus olhos pesavam-lhe, mas não era modéstia

Era medo de ser amada; vinha de preto

A boca como uma marca do beijo na face pálida.

Reclinado; nem tive tempo de a achar bela, já a amava.

 

Jardim Noturno


23
Jun 05
publicado por RAA, às 21:42link do post | comentar
POBRE DE MIM

Pobre de mim
Sonho tanto em ser alguém que não sou
Por exemplo, uma mulher toda assim
Feito a Marilyn Monroe

Já eu, enfim
Não inspiro um grande amor a ninguém
Na verdade, se eu pareço com alguém
É o Popeye, the sailorman
Que mau destino
Não aguento este meu ar de menino
Quem me dera casar com um grã-fino
Ou com um rei, porque não?

Eu não sei a ligação
Eu só sei que dava tudo de mim
Para ao menos parecer Marilyn
E viver um grande amor

Livro de Letras

(edição de José Castello)

publicado por RAA, às 21:39link do post | comentar
Posted by Hello

mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO